domingo, 28 de setembro de 2008

Maluco culpa unicórnio por acidente

Um motorista que se envolveu recentemente em um acidente na cidade americana de Billings insiste em dizer que não teve culpa pelo desastre. O responsável, segundo ele, foi um unicórnio.

Segundo o inquérito policial, a caminhonete do acusado passou no sinal fechado e quase bateu em outro caminhão num cruzamento. Na seqüencia, fez um retorno radical em um posto de gasolina, atravessou a rua e bateu no poste. Ninguém ficou ferido.

O motorista, Phillip Holliday Jr., foi parar na delegacia e teve de responder a uma acusação por condução temerária. Como argumento de defesa, negou que estivesse dirigindo a picape no dia do acidente e informou às autoridades que um unicórnio é que estava ao volante.
Phillip tem 42 anos e cinco condenações anteriores por dirigir alcoolizado. Está novamente respondendo por direção perigosa e embriaguez ao volante. Diante do tribunal, no começo desta semana, ele voltou a dar sua mitológica versão.
Unicórnios são animais mitológicos (não existem e nunca existiram). Há séculos são representados como tendo corpo de cavalo, cabeça de veado e um único chifre reto e comprido na testa. Representam força e pureza, e têm o poder de afastar o mal.

Segundo a acusação, Phillip está tentando fazer o unicórnio de bode expiatório.

Enquanto corre o processo, o juiz Gregory Todd fixou a fiança em salgados US$ 100 mil (cerca de R$ 210 mil), apesar de o advogado de defesa argumentar que a última condenação de Phillip foi há 14 anos.

Aparentemente, o efeito do último pileque não passou...

Dica do Fernando Fei que viu a noticia no G1.

Um comentário:

Mestre Risada Forçada® disse...

Então... aquela vez que eu andei acima dos 110km por hora também, a culpa era do curupira...


ATENÇÃO!
Quando entrar no chat:
1. clique no seu nick atual na lista e troque por outro.
2. escolha um avatar.

Veja quem é quem participando da nossa COMUNIDADE do ORKUT!